Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

02
Nov17

10 dicas para os pais. Vão ver que os filhos sobrevivem.

Eu

Mas que pais são estes? E o que é que querem para estes filhos? 

 

Depois de andar a observar, quase a estudar, durante algum tempo, o comportamento dos pais chego à conclusão que precisam urgentemente de uma terapia. De aprender o que significa ser pai. De aprender a desempenhar o papel e de distinguir o essencial do acessório. 

 Ficam as dica, em dez pontos. 

 

1.- O açúcar não pode ser um bicho de sete cabeças. As papas de aveia não são milagrosas nem o supra-sumo da alimentação. Não têm açucar, mas também não têm outras coisas. Com moderação pode-se tudo.

2.- Se a comida da escola não é boa (e às vezes não é) não cai o Carmo e a Trindade. Compensam em casa, ao jantar. Não é preciso ir de marmita, nem de levar dinheiro para ir ao restaurante da esquina, até porque na maioria das vezes, eles acabam por ir ao supermercado mais próximo comprar um litro de refrigerante e um mega pacote de batatas fritas. 

3.- Os filhos não podem viver "acima da média". Tem de aprender desde cedo que não podem ter tudo, que não se pode comprar tudo e que não podem fazer tudo. 

4.-É preciso dar-lhes responsabilidade. Se podem trazer um telemóvel que custa uma pequena fortuna, também podem trazer, na carteira, o cartão do cidadão e o cartão do seguro de saúde. 

5.- Se tem um problema, a menos que seja muito grave, conseguem ser eles a resolver. Os pais não precisam de acender as luzes de emergência e ligar as sirenes por "dá cá aquela palha". 

6.- Chorar, às vezes é preciso, e é saudável. Não é um drama, não precisam de um psicologo, não significa que estejam deprimidos. 

7.- Uma coisa é tentar dar educação, outra é ter filhos educados. As crianças e os adolescentes nem sempre se comportam como os pais ensinaram. Os pais devem partir do principio que os filhos não são deuses e assumir que às vezes fazem asneiras. 

8.- Os filhos não morrem, nem lhes acontece nada de mal, se não tiverem os ténis de ultima moda ou o guarda roupa renovado a cada estação. Há que aprender a gerir e a reutilizar. 

9.- Para tudo há um minimo. As calças a descer pelo rabo, os calções do tamanho de cuecas e as camisolas do tamanho de sutiens, não são para andar na rua, nem para levar para a escola, nem para ir trabalhar. São giros para as férias e para a praia, mas fica por aí. 

10.- É preciso aprender e dizer Não! NÃO! Não, porque não. Se ter de explicar, de justificar, de pedir desculpas. Porque no fim de serem adultos hão-de ouvir Não muitas vezes e é preciso saber viver com isso. 

 

Parece-me fácil. Não consigo entender a dificuldade.

 

Se Eu Mandasse Nisto....

..... antes de sairem da maternidade com os pequenos embrulhos, recebiam uma lista com regras básicas. 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D