Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

02
Abr19

Motoristas à dúzia

Eu

Nem um, nem dois, nem três. São 11, no total, mas até podiam ser 12.  

Um descaramento. Uma pouca vergonha. Um atentado para as pessoas que trabalham todos os dias e que têm de andar horas infinitas de transportes públicos, de carro, à boleia ou a pé para irem trabalhar. 

Neste governo não há, definitivamente, vergonha na cara. 

Ter um primeiro ministro que tivesse à sua disposição um motorista, já me pareceria mau o suficiente, mas até poderia ignorar a questão. Agora, ter um primeiro ministro que tem 11 motoristas é, para mim, atentatório. 

Qual é a justificação? Se é que há alguma justificação para tamanho disparate. Será que o cargo lhes tira a licença de condução do próprio carro? Ficam incapazes? Será que não podia usar os transportes públicos, com direito ao novo passe e tudo? 

Não percebo e acho que, neste caso, nem quero perceber. 

Mas o mais grave, é que o gabinete do primeiro ministro se apressou a esclarecer a questão. E, dizem eles que "7 dos 11 motoristas em funções transitaram do anterior Governo". 

A sério? E não chegava??!? E era preciso contratar mais 4?!?

Mas há mais, porque lá está, a vergonha na cara é coisa que não os apoquenta: "regista-se que à data, o Gabinete do Primeiro-Ministro não tem o quadro de motoristas completo [o máximo são 12]"

Ora aí está! Afinal o senhor tem ao seu dispor 11 motoristas, mas podia ter 12. Poupadinho que ele é! Devem pensar que aqui, como nas castanhas, à dúzia é mais barato. 

E nós, que trabalhamos todos os dias e que o único motorista que temos à disposição é o do autocarro da Carris, vamos pagando para isto. E esta gente, que perante o conhecimento de tal facto devia enterrar a cara no chão  e ficar calado, ainda vem tentar justificar o injustificável, como se de coitadinhos se tratassem. 

 

Se Eu Mandasse Nisto...

....nem 12, nem 10, nem 1. Iam para o trabalho como vão todos os outros portugueses.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub