Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

01
Nov17

Afina, que dia é hoje?

Eu

Que confusão.Confesso que não me consigo orientar. Ainda não percebi se estamos em Novembro, se em Junho, se em Agosto ou se isto anda de tal forma baralhado que até o calendário anda com o norte perdido.

 

Olho para a temperatura do ar e fico com sensação de que estamos na primavera a caminho do verão, ou num final de tarde de agosto, daqueles em que o vento resolve aparecer. Olho para mim, e ainda estou de manga curta, o que significa, ou devia significar, que ainda estamos em época de calor. 

 

Se pensar na noite de ontem, diz-me o meu sexto sentido que estamos em fevereiro ou talvez março. Foi uma noite carnavalesca, porque só importamos metade do pacote. Havia gente mascarada na rua, havia crianças a gritar "doçura ou travessura", mas fica por isto mesmo. Falta o espírito da coisa, falta saber do que se trata, falta o resto. Um desfile de carnaval sem graça. 

 

Se olhar para as montras das lojas chego à conclusão que afinal estamos é em Dezembro e o Natal deve estar à porta. Além das decorações natalicias que me parecem despropositdas, ainda me questiono para que país nordico estarão a vender a roupa. Há camisolões, gorros, cachecois, tal e qual como se estivesse uma daquelas camadas de geada que fazem ranger o dente e fosse preciso garantir o aquecimento corporal. 

 

Uma confusão. Assim não há orientação possível. 

As imagens não batem certo com o calendário ou o calendário não está de acordo com as mentes das pessoas. 

 

Alguma coisa anda a rodar ao contrário. 

 

Se Eu Mandasse Nisto...

....Haveria um tempo para tudo. O Natal começaria lá para o fim do mês de Novembro, e as crianças tinham ido, hoje, pedir o Pão por Deus, que era bem mais giro e bem mais português e as lojas estariam adaptadas à realidade. Fácil!

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D