Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

25
Dez17

As mensagens de Natal

Eu

Já está.  Passou mais uma noite de Natal e passou mais um dia de Natal. 

Comeu-se o bacalhau, trocaram-se os presentes, aproveitou-se a noite que cada vez mais tende a ser a única do ano, aquela em que a família se reúne sem pressas, com conversas, com memórias, com histórias para contar, e trocaram-se, suponho eu, milhares de mensagens de Boas Festas. 

Este ano, resolvi que ia ser diferente. Cheguei à conclusão que aquilo que eu fazia não era o que eu gostava de fazer, e aquilo que me faziam também não era o que eu gostava que fizessem. Este ano não mandei mensagens de Natal gerais, pelas redes sociais, não mandei sms ao molho, não partilhei imagens de árvores de Natal a piscar, nem do Pai Natal acompanhadas de frases eloquentes. 

Este ano, fiz aquilo que eu acho que se deve fazer. Que todos deviam fazer. Este ano tirei um pedaço do meu dia, não muito, para escrever meia dúzia de palavras para as pessoas que me são mais próximas. Palavras sentidas, palavras dirigidas a cada um, palavras que espero eu, tenham feito sentido na cabeça de quem as recebeu e tenham chegado para que cada pessoa  sentisse o quão importante é.

Não quero receber frases feitas, iguais às que recebem mil pessoas. Não quero receber gifs animados que passam de mensagem em mensagem, como uma epidemia. Não quero imagens de lareiras acesas de uma casa bonita mas que não conheço. Não quero palavras ditas por A ou por B, retiradas de um qualquer contexto, só porque soam bem.

Quero palavras de quem as escreve, ainda que não rimem nem façam uma frase digna de um livro. Quero palavras que saibam que são para mim,que me conheçam, que venham dirigidas. Quero imagens de sorrisos que conheço, de gente que conheço, de mesas que conheço.

Foi isto que eu fiz. Poucas palavras, para poucas pessoas, mas ditas e sentidas por mim.

Era isto que eu gostava que os meus amigos tivessem feito. E alguns, poucos, fizeram.

 

Se Eu Mandasse Nisto...

....As pessoas entenderiam o valor das palavras e não reencaminhariam mensagens feitas.  

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D