Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

27
Nov17

Comer na cantina da escola...iac!

Eu

A qualidade da comida das cantinas escolares tem andado nas bocas do povo. De um lado estão as crianças e os jovens que se queixam da qualidade e da quantidade da comida que lhes é servida. Do outro, estão as empresas que são responsáveis por servir as refeições e estão os diretores das escolas, que deviam verificar essa qualidade e garantir que tudo estava nos conformes.

Só quem nunca comeu numa cantina escolar é que pode não perceber as queixas mas, tal como em tudo o resto, há cantinas e cantinas.

Se a cantina funcionar com empregadas contratadas pela escola, que se dedicam à nobre arte de cozinhar, essa cantina fará inveja a muitos restaurantes. Porque essas senhoras, normalmente, cozinham com alma e com a sabedoria que trazem das raízes familiares. Cozinham com prazer de cozinhar. Cozinham com gosto e querem apresentar bons resultados. 

Se a cantina tiver sido concessionada a uma empresa...iac...iac..iac... não há paixão pela arte, não há querer fazer, não há preocupação com aquilo que se serve. Na maioria das vezes a comida já chega às escola pré-cozinhada e depois é só dar meia volta no fogão para sair um cozinhado. Não é, definitivamente, boa. Os miúdos queixam-se e, se é verdade que algumas vezes a esquisitice abunda, também é verdade que muitas vezes têm razão. Aparecem as batatas mal cozidas, o arroz mal cozido, o puré de batata capaz de fazer inveja a muita argamassa, o peixe sem sal, a carne mal passada ou muito torrada......

 

Quase que me atrevo a dizer que a qualidade da comida pode ser aferida pelo número de professores que a come. Quantos professores comem na cantina da escola? Muitos, nas primeiras; Muito poucos ou nenhuns, nas segundas. 

E os diretores, verificam? Não! A grande maioria deles, deve chegar ao fim do dia sem saber, sequer, o que se comeu na cantina, quanto mais saber se estava bem ou mal cozinhado. (Aposto!)

 

Depois, aparecem os vídeos, aparecem as queixas, aparecem as desculpas de quem devia fazer bem e faz mal. E aparecem miúdos a almoçar porcarias na rua, a comerem pacotes gigantes de batatas frias e a beberem litros de ice-tea.

Se Eu Mandasse Nisto...

.... A comida nas escolas era entregue a cozinheiras a sério, daquelas que sabem a diferença entre a salsa e os coentros . 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D