Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

02
Fev18

Eu não pedi bilhetes para a bola

Eu

Grande lata!

Disse a Dra Manuela Ferreira Leite que "não há um único português que não tenha pedido um bilhete para ir ver a bola". 

Pois fique a Dra sabendo, que há. Eu nunca pedi um bilhete para ir ver a bola. Aliás, acho que nem para ver a bola nem para a outra coisa qualquer. 

O problema do país é exatamente este. É considerar-se normal e aceitável que haja gente " a pedir bilhetes para ir ver a bola". Assim, tão normal como se o normal fosse isto. 

E pior, é achar-se que é normal e aceitável que em troca do bilhete, venha o favorzinho ao tio, ao primo, ao compadre. 

As pessoas têm de aprender a chegar onde querem pelos seus próprios meios, fazendo uso dos seus direitos e do seu mérito, assim numa espécie de "ir à bilheteira e comprar o bilhete". Não é a pedir ao A que diga ao B que o C quer ir ao futebol. 

Por estas e por outras é que há muito boa gente a ocupar cargos para os quais não tem formação, nem vocação. Tiveram bilhetes de borla. 

 

Se Eu Mandasse Nisto...

.....Esta gente ia para a fila, para aprender que normal é comprar bilhetes.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D