Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

08
Nov17

Lisboa, a cidade da moda. Será?

Eu

DIz-se que sim, que Lisboa está na moda. 

Veio o Web Summit, chegam os barcos carregados de turistas, aumentam os hoteis e os hostels, a Madona procura por casa, os restaurantes estão cheios e as ruas também, as revistas classificaram-na como uma das melhores cidade.  

Aparentemente parece que Lisboa está na moda e todos querem conhecer a cidade das sete colinas, mas então não deviamos fazer jus aos elogios e garantir que a cidade tem a cara completamente limpa? 

Será que não é possivel fazer com que as obras andem a um ritmo diferente? Talvez propor aos trabalhadores um "trabalho por objetivos". Ganham X assim que terminarem. 

Será que não é possível dar aos museus um ar mais acolhedor? E criar lojas onde os visitantes pudessem beber um café ou comer um pastel de nata e talvez, no final comprar meia duzia de coisas interessantes?

(O Museu de História Natural e da CIência de Lisboa, está velho e maltratado. A ultima vez que por lá passei havia um balde a apanhar a água que caía do teto. É certo que já foi há uns meses, mas pareceu-me tão mau. A loja está numa sala velha e sem graça.

As imagens do planetário da Gulbenkien até estão a perder a cor. E o texto é tão cansativo. Será que não podia ser mais interessante?)

Será dificil limpar as ruas e recolher o lixo de uma forma mais eficiente? Continuamos a ver aqui e ali montes de monos e de lixo. 

Será dificil limitar os Tuc-Tuc, que estão a descaracterizar a cidade e a tornar o acesso a alguns locais quase impossivel? 

Será dificil criar uma rede de transportes que funcione e que chegue a horas? E talvez colocar máquinas de venda de bilhetes aqui e ali, para facilitar a vida às pessoas.

 

Não me parece uma missão impossível e ficava muito melhor. 

 

Se Eu Mandasse Nisto...

..... Adaptava-se a cidade à realidade. Criava-se, arranjava-se, melhorava-se mas sempre mantendo a ideia de Lisboa é, em primeiro lugar, dos lisboetas. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D