Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

14
Mar18

Morreu o físico. Ficou um buraco negro.

Eu

Os génios também morrem. E Stephen Hawking morreu. 

Fica a memória de um homem que desafiou o cosmos, mas principalmente a vida. Que viveu com um cérebro genial preso num corpo que pouco tinha de interessante, mas que viveu bem e, segundo ele, feliz. 

E para lá do Universo, dos seus limites, da imensidão das galáxias ou dos milhares de estrelas, a grande mensagem que fica acho que é exatamente essa. É possível fazer, e fazer bem, e fazer muito bem, desde que se que se queira. Desde que haja vontade. Desde que se acredite que sim. E independentemente das limitações e das dificuldades, é possível chegar longe, muito longe. 

Stephen Hawking, descobriu a sua doença aos vinte e poucos anos. Viveu mais 50 anos do que aquilo que se julgava possível. Comunicava mesmo sem poder falar, recorrendo a um sintetizador de voz. Conseguia mexer os olhos e pouco mais, e nem por isso desistiu de viver ou de fazer ou de querer experimentar. 

A física perdeu, hoje, um dos seus grandes génios. Restam os muitos estudos que fez sobre o cosmos e sobre os buracos negros, que apesar de tudo continuam a ser um mistério, e as muitas mensagens que foi deixando. Agora é esperar que venha alguém com a mesma vontade, o mesmo interesse e a mesma dedicação. Porque o universo não para, continua a crescer e ainda não ha resposta para as perguntas. 

Quando Stephen Hawking ao divulgou a sua tese de doutoramento disse que o fazia para que as pessoas olhassem para as estrelas e deixassem de olhar para os pés. Acho que está na hora, de conscientemente, fazermos isso. 

Vamos lá olhar para as estrelas. 

 

Se Eu Mandasse Nisto...

....punha-se os olhos em gente como esta e aprendia-se. 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D