Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

03
Nov17

Os milhões do Santuário. Fiquei em choque.

Eu

Os responsáveis pelo Santuário de Fátima apresentaram as contas referentes à preparação da comemoração do centenário das aparições e da visita do Papa e o balanço é de milhões de euros gastos. Milhões!

 

Não tenho nada contra o Santuário, nem contra os santos, nem contra os padres ou contra o papa, o que me deixa à beira de um ataque de nervos, são os números. 

1,5 milhões gastos para a celebração do centenário das aparições.

0,5 milhão gasto com a visita do papa. 

Havia necessidade? 

É preciso transformar Fátima e o Santuário numa feira de vaidades? 

Não, não é. A fé de cada um tem de estar em cada um, independentemente de haver paramentos novos, toalhas novas ou altares novos. A fé não se mede pela ostentação. A fé não pode ser determinada pela riqueza. 

Num tempo em que tantas familias passavam necessidades, em que tantas pessoas iam para a cama sem jantar, em que os filhos chegavam à escola de manhã sem comer. Numa altura em que tantas pessoas passavam mal, em que havia gente sem dinheiro para comprar os medicamentos, havia necessidade de gastar 2 milhões? 

Não devia a igreja fazer aquilo que pede aos crentes para fazer? Não devia fazer mais, poupar mais e dar mais a quem precisa? Não devia ter um lado social mais ativo? 

Devia! E Devia dar o exemplo! 

Estes dois milhões podiam ter um fim muito mais interessante e seguramente muito mais do agrado de Deus. (Seja ele quem for e esteja ele onde estiver) 

 

Se Eu Mandasse Nisto...

..... Os gestores do Santuário, sejam eles padres ou não, iriam fazer uma visita ao País real para verem que há necessidades mais importantes, mais urgentes e causas mais úteis para gastarem os milhões que lhes entram nos cofres todos os dias. 

 

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D