Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Se eu mandasse nisto

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se o mundo anda ao contrário, se as pessoas andam com as ideias trocadas, se as prioridades andam invertidas, se os deuses andam loucos, haja alguém para mandar nisto, por favor.

Se eu mandasse nisto

02
Dez17

Quero mais dos Mercados de Natal.

Eu

Está aberta oficialmente a época de Natal, pelo menos é o que parece. As iluminações e as decorações já há muito que andavam pelas lojas, mas às ruas e aos mercados de Natal só chegaram este fim de semana. A alguns deles ainda só chegarão no próximo, mas esse são uma pequena parte do bolo que se chama Natal. 

 

Gosto da época. Gosto das cores e dos sabores. Gosto de juntar a família e ter uma casa cheia. E gosto de fazer compras e de andar na rua, por isso gostava que os nossos mercados de Natal fossem um bocadinho mais interessantes. Não peço um mercado de Natal ao nível dos que se fazem na Alemanha ou na Áustria, porque esses levam alguns anos de avanço em relação aos nossos, mas já que os temos, e temos cada vez mais em maior número, será que era pedir muito que fossem um bocadinho mais interessantes? 

Sim, um bocadinho mais.  

Queria menos paninhos bordados, menos barraquinhas de saquinhos e fraldinhas pintadas. Queria menos bonecas de trapos com nomes escritos. Queria menos colares de cortiça com aplicações de qualidade duvidosa, e menos colares de trapilho. Queria menos artesãos daqueles que quase todos conseguimos ser e mais daqueles que são especiais e únicos.

Queria mais gente daquela que produz e faz e idealiza coisas que são verdadeiramente originais, interessantes e raras. Mais gente a fazer coisas diferentes. 

Queria poder chegar a um mercado de Natal e encontrar, efetivamente, um presente de Natal. Um presente, não uma "costurice" qualquer. Nem o resultado de uma qualquer bricolage.

 

Vou à procura. Vamos ver se este ano as coisas estão diferentes.

 

Se Eu Mandasse Nisto...

...Os mercados de Natal cheiravam a Natal. Tinham sabores de Natal e tinham possíveis presentes de Natal.  

 

 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D